sexta-feira, 18 de abril de 2014

O Rei do Pop está vivo? Conheça as evidências que apontam que Michael Jackson forjou a própria morte

Assim como qualquer artista lendário, muitos acreditam que Michael Jackson ainda está vivo. Dezenas de pessoas já o viram ao redor do mundo, outras dezenas investem tempo para reunir provas que o Rei do Pop ainda está entre nós. Uma reportagem da Rede Record, onde um fã, afirma ter provas dessa teoria. Confira:



Motivos para isso não faltam: diversas teorias, fatos não confirmados e segredos bem guardados cercam as circunstâncias da morte do astro. Parte delas foi investigada por fãs e detetives amadores. Conheça as mais contundentes:


Os fãs não demoraram a ver uma pista que aponta para o fato de Michael estar vivo. Nos lábios do cantor é possível ler a palavra 'Alive' (vivo, em inglês)
*A primeira delas surge já na capa do álbum que compila os maiores sucessos de Michael Jackson, intitulado somente Michael
Os fãs não demoraram a ver uma pista que aponta para o fato de Michael estar vivo. Nos lábios do cantor é possível ler a palavra "Alive" (vivo, em inglês).

Outra evidência aponta que o jornal National Inquirer efetivamente previu a morte de Michael Jackson seis meses antes dela ocorrer - em fevereiro de 2009. A notícia foi republicada na revista Quem, onde afirmava que Michael 'tinha medo de morrer', o que segundo os fãs é um sinal que Michael iria forjar a própria morte e estava avisando os fãs

Outra evidência aponta que o jornal National Inquirer efetivamente previu a morte de Michael Jackson seis meses antes dela ocorrer - em fevereiro de 2009. A notícia foi republicada na revista Quem, onde afirmava que Michael "tinha medo de morrer", o que segundo os fãs é um sinal que Michael iria forjar a própria morte e estava avisando os fãs.


Outras suspeitas recaem nas últimas imagens da morte de Michael, que seriam outra evidência que aponta para o fato dele ainda estar vivo. Fãs afirmaram que a imagem do cantor na ambulância foi montagem.

As fotos da autópsia dele, divulgadas durante o julgamento do médico de Michael, também foram alvo de especulação. Fãs apontam que se trata de um boneco, que foi produzido por dois anos, 
que foi o tempo que demorou entre a morte de MJ e a divulgação das imagens

As fotos da autópsia dele, divulgadas durante o julgamento do médico de Michael, também foram alvo de especulação. Fãs apontam que se trata de um boneco, que foi produzido por dois anos, que foi o tempo que demorou entre a morte de MJ e a divulgação das imagens.

Uma notícia da revista ComputerWorld afirmou que, pelo menos, seis funcionários do Departamento de Médico de Los Angeles acessaram indevidamente o atestado de óbito de Michael Jackson pelo menos seis vezes. A investigação posterior para apontar os nomes dos envolvidos acabou sendo abafada e relatórios nunca foram divulgados

Uma notícia da revista ComputerWorld afirmou que, pelo menos, seis funcionários do Departamento de Médico de Los Angeles acessaram indevidamente o atestado de óbito de Michael Jackson pelo menos seis vezes. A investigação posterior para apontar os nomes dos envolvidos acabou sendo abafada e relatórios nunca foram divulgados.

Meses antes de morrer, Michael Jackson fez visitas sucessivas ao Bahrein e demonstrava 'publicamente a intenção de fixar residência no país'. Quando fazia essas visitas, Michael se disfarçava de mulher, e utilizava até burca

Meses antes de morrer, Michael Jackson fez visitas sucessivas ao Bahrein e demonstrava "publicamente a intenção de fixar residência no país". Quando fazia essas visitas, Michael se disfarçava de mulher, e utilizava até burca.

Conrad Robert Murray, médico de Michael Jackson, que foi condenado por homicídio culposo pela morte do astro, ficou desaparecido por vários dias após o anúncio oficial da morte do cantor.Horas depois que a imprensa questionou o desaparecimento, a polícia de Los Angeles informou que a BMW do médico foi rebocada da garagem da casa do astro. Teorias apontam que ele estava sendo instruído sobre a forma de proceder para manter a versão da morte dele de pé

Conrad Robert Murray, médico de Michael Jackson, que foi condenado por homicídio culposo pela morte do astro, ficou desaparecido por vários dias após o anúncio oficial da morte do cantor.

Horas depois que a imprensa questionou o desaparecimento, a polícia de Los Angeles informou que a BMW do médico foi rebocada da garagem da casa do astro. Teorias apontam que ele estava sendo instruído sobre a forma de proceder para manter a versão da morte dele de pé.
Durante todas as cerimônias que velaram o cantor, o caixão estava fechado. Segundo informações oficiais, o cérebro de Michael estava no Instituto Médico Legal, e por isso o corpo não poderia ser enterrado e nem exibido durante os eventos. O corpo só foi oficialmente enterrado dois meses depois, no cemitério Forest Lawn, de Glendale

Durante todas as cerimônias que velaram o cantor, o caixão estava fechado. Segundo informações oficiais, o cérebro de Michael estava no Instituto Médico Legal, e por isso o corpo não poderia ser enterrado e nem exibido durante os eventos. O corpo só foi oficialmente enterrado dois meses depois, no cemitério Forest Lawn, de Glendale.

O rancho onde Michael Jackson vivia, chamado de Neverland, era cheio de passagens secretas, mostradas em várias matérias na imprensa internacional. Em 2008, Michael vendeu o rancho para a empresa Sycamore, por cerca de R$ 222 milhões (US$ 100 milhões). Mas, o astro estranhamente era um dos sócios da empresa, e ficou com 87% do rancho, o que significa que ele poderia ter se escondido lá por algum tempo

O rancho onde Michael Jackson vivia, chamado de Neverland, era cheio de passagens secretas, mostradas em várias matérias na imprensa internacional. Em 2008, Michael vendeu o rancho para a empresa Sycamore, por cerca de R$ 222 milhões (US$ 100 milhões). Mas, o astro estranhamente era um dos sócios da empresa, e ficou com 87% do rancho, o que significa que ele poderia ter se escondido lá por algum tempo.

Em 2013, uma nova música de Michael Jackson foi lançada, com o sugestivo nome de Resurrection (ressurreição, em português)

Em 2013, uma nova música de Michael Jackson foi lançada, com o sugestivo nome de Resurrection (ressurreição, em português).
As evidências póstumas não param por aí, já que será lançado um novo álbum com inéditas do cantor, intitulado (também sugestivamente) como Xscape (uma forma de escrever "escape", em inglês).

Outro aviso dado por Michael de que forjaria a própria morte está contida na música Morphine, onde o astro canta: 'Relaxe, isso não irá machucá-lo / Antes que eu injete isso em você / Feche os seus olhos e conte até dez / Não há necessidade de se sentir desencorajado / Feche os olhos e flutue para longe / Demerol, Demerol'.Demerol é justamente o anestésico que teria matado o cantor. Precisa mais?

Outro aviso dado por Michael de que forjaria a própria morte está contida na música Morphine, onde o astro canta: "Relaxe, isso não irá machucá-lo / Antes que eu injete isso em você / Feche os seus olhos e conte até dez / Não há necessidade de se sentir desencorajado / Feche os olhos e flutue para longe / Demerol, Demerol".

Demerol é justamente o anestésico que teria matado o cantor. E ai? o que você acha?

Um comentário:

Juarez Jerônimo Oliverrá disse...

Eu não tenho dúvida de que está vivo porque tudo se encaixa em sua personalidade irreverente que sempre teve. Quando jovem tinha até um desejo de ser congelado por 50 anos e voltar a vida depois deste tempo mantendo-se jovem. Isso circulava nas manchetes, boatos, quando eu era criança no início dos anos 80. Eu acredito 99% estar escondido e muito vivo.

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.