quinta-feira, 10 de julho de 2014

PMDB AINDA NÃO SABE COMO LIDAR COM INFIÉIS

Os dirigentes regionais do PMDB ainda não sabem como administrar os casos de infidelidade de militantes que decidiram ignorar a candidatura do senador Eunício Oliveira ao Governo do Estado e desembarcaram na campanha do adversário Camilo Santana, da coligação puxada pelo PT e PROS. O caso mais recente de infidelidade é do deputado estadual Carlomano Marques, um dos presentes ao almoço com Camilo Santana.

Carlomano exerce o quinto mandato consecutivo, é irmão da vereadora Magaly Marques e, nas eleições de 2012, enfrentou duros conflitos com o comando estadual do PMDB. Carlomano sentiu de perto a ameaça da irmã não ser reeleita à Câmara Municipal de Fortaleza porque os dirigentes regionais contrariaram o sentimento da bancada municipal na discussão sobre alianças partidárias.

A infidelidade não termina por aí: o primeiro caso, no dia das convenções do PMDB e do PROS, foi do prefeito de Santa Quitéria, Fabiano Lobo, que optou por prestigiar o lançamento da candidatura do petista Camilo Santana ao Governo do Estado. No mesmo evento, estava outro peemedebista: o deputado estadual Neto Nunes,  presente, também, ao encontro com Camilo, nessa quarta-feira, em Fortaleza.

A cúpula estadual do PMDB, orientada pelo senador Eunício Oliveira, avalia interna como lidar com os infiéis, mas a recomendação é no sentido de não abrir conflito. ‘’Vivemos um dilema. Se punirmos, podemos criar uma crise ainda maior. Se não punirmos, deixamos a porteira aberta para outros casos de infidelidade’’, confessou, sem esconder o constrangimento, um integrante da direção estadual do PMDB.
*Com Informações do Ceará News 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.