segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Bancários confirmam início de greve nesta terça (30)

as
Após recusarem nova proposta de reajuste salarial dos bancos, os bancários confirmaram a decisão de greve a partir desta terça-feira (dia 30). A paralisação foi aprovada na noite desta segunda (29) em São Paulo, enquanto outros Estados realizam assembleias para definir a adesão.
No Brasil, são cerca de 500 mil bancários, sendo 142 mil somente em São Paulo, Osasco e região. A paralisação já havia sido aprovada na última quinta-feira (25) e foi referendada em assembleias realizada na noite desta segunda (29).
No último sábado (27), a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) aumentou de 7% para 7,35% a oferta de correção dos salários, o que inclui aumento real de 0,94% em vez de 0,61% da primeira proposta.
A categoria recusou o novo reajuste e quer 12,5%, o que inclui 5,8% acima da inflação de 6,35% medida pelo INPC e acumulada nos 12 últimos, além de outras reivindicações e melhores condições de trabalho.
Em 2013, após 23 dias de paralisação, os bancários conseguiram reajuste de 8% -com 1,82% de ganho real. Foi a maior greve da categoria desde 2004, quando os funcionários dos bancos pararam por 30 dias.
Além do reajuste, a pauta de reivindicação da categoria inclui 14º salário, piso de R$ 2.979,25 (salário mínimo do Dieese), PLR (participação nos lucros) no valor de três salários-base mais parcela adicional fixa de R$ 6.247. Os bancários também pedem vales alimentação e refeição, auxílio-creche no valor de R$ 724, o salário mínimo nacional em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.