sexta-feira, 19 de setembro de 2014

NA PENITENCIÁRIA DE SOBRAL: LATROCIDA DE BRASÍLIA MATA ESTUPRADOR COM PROFUNDA LESÃO NO PESCOÇO

Um crime de morte foi registrado no decorrer da madrugada desta quarta-feira (18/09), na Penitenciária Industrial de Sobral. A vítima foi o detento, Francisco Ivanildo Torres da Silva, 29 anos, conhecido como Pretinho, que morava na Vila Recanto em Sobral. O mesmo estava recolhido na penitenciária por haver cometido um crime de estupro.
De acordo com informações, o principal acusado do crime foi o latrocina Juari Lima dos Santos, natural de Brasília, que havia chegado no dia de ontem da mesma cidade, onde estava recolhido na penitenciária da Papuda por haver cometido crime de latrocínio.
Juari Lima dos Santos, considerado de alta periculosidade, já havia cometido um crime de morte em Agosto de 2008 em Sobral, onde matou um filho de um policial identificado como Antônio Mario Lira Almeida. O acusado veio a Sobral para ser submetido a julgamento no dia de hoje por conta do homicídio que havia praticado aqui.


Ele foi levado para a penitenciária desta Cidade, onde no inicio da madrugada foi levado para a enfermaria. Nesse local, acusado e vítima teriam se desentendido. Sem chance de se defender, a vítima sofreu um violento chute no nariz, que se aprofundou e em seguida, teve o pescoço lesionado com um profundo golpe no pescoço desferido pelo homicida usando um barbeador. A vítima (estuprador) morreu ali mesmo.

Acusado sendo conduzido para a DPC
Após o crime, o acusado foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia Regional, sendo autuado por crime de homicídio capitulado no art. 121 do Código Penal Brasileiro. No seu depoimento prestado ao Delegado Regional, Dr. Junior, ele disse que havia perguntado a vitima qual crime teria cometido e o rapaz teria respondido que era estupro, o que levou a revolta do acusado. Após prestar depoimento, o acusado foi diretamente para o julgamento no Fórum da Comarca de Sobral.



Fotos Sobral 24 horas.

2 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho o seguinte, nesse caso tem que analisar..Quem somos nós pra julgar um ao outro cabe somente a Deus..e outra não tinha testemunhas no local..Só sei de uma coisa so quem sofre é a família dessas pessoas tanto do que matou como a do que morreu! Gente somos seres humanos precisamos amar uns aos outros são pessoas que precisam conhecer a Deus! Ao inves de julgar o latrocida e o estuprador por que não vão a igreja orar por todos os presidiários para que haja libertação e amor ao próximo!

Anônimo disse...

Que Deus tenha misericóridia!!

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.