sábado, 21 de fevereiro de 2015

DAVID DURAND PEDE DEMISSÃO DA SECRETARIA DE ESPORTES DO CEARÁ

 O secretário de Esportes do Estado do Ceará, David Durand (PRB), protocolou, na manhã desta sexta-feira (20), no Gabinete do Governador Camilo Santana (PT), sua renúncia ao cargo.
Em nota enviada à imprensa, a Executiva Estadual do Partido Republicano Brasileiro informou que essa foi uma decisão do partido, motivada pela necessidade de retorno da representação da legenda na Assembleia Legislativa do Ceará. Com a exoneração Durand, que também é pastor, retomará seu mandato de deputado estadual.
A nota também confirma os boatos, surgidos ainda em janeiro, que davam conta que o secretario estaria insatisfeito por não poder escolher sua equipe. "Algumas decisões da Gestão apontam para a limitação do campo de ação da SESPORTE, atingindo aspectos como autonomia e capacidade técnica, manifesta em decisões como a redução brusca da já diminuta equipe de colaboradores".
Outra motivação apontada pelo partido foi o esvaziamento das funções da SESPORTE. "Também a transferência de atribuições para outra pasta estranha ao desporto", diz a nota. Como exemplo, a legenda cita a vinculação dos contratos e da gestão da Arena Castelão e do Centro de Formação Olímpica (CFO) à Casa Civil.

Leia, abaixo, a íntegra da Nota Oficial da Executiva Estadual do PRB:

NOTA OFICIAL

O PARTIDO REPUBLICANO BRASILEIRO, por sua Executiva Estadual, vem a público esclarecer sobre o pedido de exoneração protocolado pelo Secretário de Estado do Esporte, DAVID DE ALBUQUERQUE DURAND, através das motivações que passa a relatar:

1. Na manhã de hoje (20/02/2015), o deputado estadual David Durand (PRB/CE) protocolou, no Gabinete do Governador Camilo Santana, sua renúncia ao cargo de Secretário de Estado do Esporte.
2. A decisão foi tomada de forma coletiva pela Executiva Estadual do PRB, em face da necessidade de retorno da representação partidária à Assembleia Legislativa;
3. Ademais, algumas decisões da Gestão apontam para a limitação do campo de ação da SESPORTE, atingindo aspectos como autonomia e capacidade técnica, manifesta em decisões como a redução brusca da já diminuta equipe de colaboradores;
4. Também a transferência de atribuições para outra pasta estranha ao desporto, como expressa através da Mensagem nº. 7.719, enviada para a apreciação da Assembleia Legislativa, que vincula os contratos e a gestão da Arena Castelão e do Centro de Formação Olímpica (CFO) à Casa Civil, desvirtua a missão da SESPORTE como um todo e perpetua um vício de gestões anteriores que centralizaram, de forma equivocada, competências diversas ao seu múnus.
5. Tais ações causam estranheza e expõem o Estado a situações constrangedoras. Como explicar, por exemplo, para um organismo ou instituição de âmbito nacional ou internacional, como o Comitê Olímpico ou a CBF, que a gestão dos principais parques esportivos do Estado, estava à par de uma secretaria de eventos, mas que a partir de então serão geridos pela Casa Civil?

EXECUTIVA ESTADUAL DO PRB/CE.

* A nota foi enviada ao Blog do Eliomar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.