terça-feira, 28 de abril de 2015

CÂMARA REVÊ CRITÉRIO DE CORTE DE SALÁRIO DE DEPUTADO FALTOSO

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, informou na segunda-feira (27) que houve um novo cálculo em relação ao corte do salário dos parlamentares que não comparecerem às votações. Ele explicou que o corte dos salários dos parlamentares estava sendo feito com base na ausência na última votação de cada dia. Houve uma revisão neste critério, que considerou como não faltosos os parlamentares que votaram em qualquer uma das votações do dia. Os que não votaram em nenhuma das votações do dia, continuam sendo considerados faltosos e terão corte no salário. “Ninguém perdoou a falta de ninguém, apenas consolidou. Quem faltou, faltou. Quem não votou em nenhuma, se teve uma e ele não votou, vai continuar perdendo. O que acontece é que teve dia que teve quatro, cinco votações e a gente consolidou pela última e teve gente que votou a primeira e não votou a última, votou a segunda e não votou a última, então nós uniformizamos por uma consolidação nesses dias”, explicou Eduardo Cunha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.