domingo, 6 de dezembro de 2015

AQUI JAZ UM MORIBUNDO VERDE

O belo exemplo de descaso público podemos observar nestes dias em Santa Quitéria, por onde logra uma politica sã. O bem feitor executivo tendo as mãos as mais modernas e fantásticas ideias para resolução de problemas públicos.

Na Praça de Baixo para os mais velhos, Praça da Matriz para os católicos, Praça Senador Pompeu para a lei, Praça de Todos para qualquer um, vê-se o maior exemplo de irresponsabilidade e degradação do ambiente público urbano que poderia se ver por aqui.
De onde partiu a tão sã consciência de cortar o mal pela raiz? De onde partiu tão sã moto serra que devasta as sombras? De onde partiu tão sã vontade de querer reparar um erro cometendo outro? De onde partiu?

O descaso com a Praça Senador Pompeu representa o cúmulo da ignorância pública, em querer agir aos trancos e barrancos. Mas em que momento foi levado a crer que os Cidadãos desta Cidade aprovariam tão ação criminosa contra o ambiente daquela praça? Quando foi consultado as Leis que regem este município para que tal fato se desse? Quando foi consultado o Legislativo para que os mesmos descem o aval, já que legalmente são os representantes da população? Quando se houve o bom senso de seguir o exemplo da Cidade vizinha Sobral? Que mantém equipe de jardinagem e carro pipa tratando e cuidando das praças públicas. Em que momento se agiu com a razão nestas terras onde paira a desgraça da ignorância e do poderio político? Oh! Não creio que tal honrosa e heróica ação tenha partido de tão mente brilhante e que tenha se padecido da história daquela praça, mas de uma possível tentativa de irresponsabilidade.

Peço aos Católicos que vão a missa está noite que antes de entrarem na Matriz vejam o estado daquela moribunda praça que vegeta e agoniza a morte, e em seguida rezem por ela!

Peço aos Evangélicos que vão aos cultos nesta noite, que orem pela Praça e que ao saírem de seus cultos vejam o estado pecaminoso que se encontra o último reduto de lazer público que jaz em coma profundo.

Peço a todos os quiterienses que tiverem a oportunidade de tirarem as vendas dos olhos e visitarem aquele espaço constatem o bom exemplo de futuro que querem construir para estas praças neste Município.

Jardson Rodrigues é quiteriense, historiador, professor e defensor da preservação histórica de Santa Quitéria.

AVSQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.