sábado, 16 de janeiro de 2016

CADASTRO DA BIOMETRIA EM SANTA QUITÉRIA NÃO É OBRIGATÓRIO

Eleitores de 46 municípios cearenses (lista no quadro abaixo) têm até o dia 18 de março para realizar o recadastramento biométrico, sob pena de ter o título cancelado. O voto nas eleições deste ano nessas localidades será exclusivamente com a nova tecnologia.

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) alerta os eleitores destes municípios para que fiquem atentos ao prazo de encerramento dos trabalhos para evitar o cancelamento do documento e multa, além de outras penalidades que a ausência do título de eleitor acarreta.

Em janeiro deste ano foram atendidos, até ontem, em 92 municípios onde está sendo feito o recadastramento, 69.556 eleitores. Considerando 8 dias úteis, cerca de 8.690 eleitores foram recadastrados em todo o Estado diariamente.

O TRE-CE montou uma infraestrutura para atender a todos os eleitores, através do agendamento, que pode ser feito pelo telefone 148 e no site do Tribunal. Os eleitores estão sendo atendidos nos cartórios eleitorais, de segunda a sexta-feira, das 8 h às 17 horas.

Em Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza), terceiro maior eleitorado do Estado, o comparecimento dos eleitores vem atingindo apenas 40% da capacidade de atendimento do cartório eleitoral.

A pouco mais de dois meses do encerramento dos trabalhos de revisão eleitoral, menos da metade dos eleitores do município fizeram o recadastramento biométrico. Maracanaú é uma das cidades que votarão exclusivamente com a biometria em 2016.

A estrutura montada pelo Tribunal prevê um atendimento de até 1.200 eleitores por dia. No entanto, a média diária varia entre 400 e 500 pessoas.

Eleição 2016
Na eleição municipal deste ano no Ceará, 62 municípios votarão com a nova tecnologia. Apesar de outros 34 municípios estarem realizando o recadastramento da biometria, como é o caso de Fortaleza, a obrigatoriedade só vigora na eleição de 2018.

Serviço
Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE)
Quando: Até 18 de março
O quê: Recadastramento biométrico

Algumas consequências do cancelamento do título
Não poder se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles.

Não receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição.
Não obter passaporte ou carteira de identidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.