domingo, 7 de agosto de 2016

GOVERNO DO CEARÁ ANUNCIA FORÇA-TAREFA PARA PREVENIR ATAQUES A BANCOS E CARROS-FORTES

O Governo do Ceará contará com uma força-tarefa que irá atuar para prevenir ataques a agências bancárias e a carros-fortes, com foco principal nas cidades do interior do Estado. A informação foi dada nesta sexta-feira (5), em coletiva realizada para anunciar novos equipamentos - viaturas, armamentos e coletes – recebidos pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) como parte de um Acordo de Cooperação Técnica entre o Governo do Ceará e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça (MJ).

A unidade de trabalho estará vinculada ao gabinete da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e deverá contar com parte dos equipamentos adquiridos da parceria com o Ministério da Justiça. “Esses equipamentos são os primeiros de uma grande leva que virão após os jogos olímpicos que acontecem no Rio de Janeiro. É fruto da nossa parceria que fizemos com o Governo Federal por conta das Olimpíadas, enviando cerca de 100 homens das forças de segurança do Estado para ajudar neste evento mundial. Com isso, a contrapartida foi o envio de viaturas, coletes, munições, entre outros. E, até o fim dos jogos, vamos receber ainda mais outros equipamentos e novas tecnologias”, afirmou o governador Camilo Santana.

O titular da SSPDS, Delci Teixeira, detalhou a atuação do novo grupamento. “Já temos equipamento e pessoal organizado para trabalhar na criação deste grupo. Agora, precisamos viabilizar a aproximação da nossa inteligência com a inteligência das instituições bancárias para que possamos traçar um planejamento de como iremos atuar dentro do Estado”, explica o secretário. “Acompanhamos as datas e os horários onde os assaltos sãoweb 160805 SSPDS MG 8711 mais frequentes para coibir essas ações criminosas. Desde 2014, os casos envolvendo esse tipo de crime têm diminuído a cada ano”, acrescentou.

A previsão é que na próxima semana representantes da SSPDS, das suas vinculadas Polícia Civil e Polícia Militar e seus setores de inteligência, da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), além dos responsáveis pelos departamentos de inteligência das instituições financeiras que atuam no Estado, representantes das empresas de transporte de valores e dos 
 Correios se reúnam para acertar os detalhes para a operacionalização da nova unidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.