terça-feira, 22 de novembro de 2016

47% das perdas de água no CE ocorrem devido a vazamentos

O Ceará já superou o recorde de transplantes registrado em 2015 e terminará o ano de 2016 com número bem superior aos 1.433 transplantes realizados no ano passado. Na sexta-feira, 18 de novembro, o número de transplantes no ano era de 1.618 – 185 a mais que no ano anterior, número que já representa o maior incremento desde o ano de 2011, quando foram realizados 425 transplantes a mais que em 2010. O destaque neste ano é o número de transplantes de córnea, que já é o maior da história – são 1.107, ante 831 do recorde anterior, registrado no ano passado. O número de 84 transplantes de medula óssea também é o maior da história, superior aos 80 de 2015. Faltando ainda mais de um mês para o final do ano, os transplantes cardíacos e pulmonar também superaram os realizados do ano passado. São 29 transplantes de coração este ano, 24 no ano passado, e cinco de pulmão, quatro em 2015. 

“Todo ano a gente está batendo recorde. O grande diferencial deste ano foi o número de transplante de córneas. A implantação de novos bancos já colocou o Ceará em segundo lugar no transplante de córneas no Brasil”, comemora a coordenadora da Central de Transplantes da Secretaria da Saúde do Estado, Eliana Barbosa. Além do Banco de Olhos do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), funcionam atualmente o Banco de Olhos do Ceará, em Fortaleza, e o Banco de Olhos da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Eliana Barbosa também destaca a implantação do núcleo de captação de córneas na Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).
 

Em abril deste ano, 12 médicos oftalmologistas transplantadores de córnea do Ceará concluíram a capacitação em transplante lamelar, método de cirurgia avançada de córnea até então adotado por três equipes transplantadoras do Estado há três anos. Os 12 médicos participaram do primeiro Curso de Transplante Lamelar, promovido pela Central de Transplantes, em parceria com a Sociedade de Oftalmologia do Ceará, Hospital de Olhos Leiria de Andrade, Banco de Olhos do HGF e Banco de Olhos do Ceará. O curso qualificou no uso do novo método os 15 centros transplantadores de córnea do Estado – 13 em Fortaleza, um em Sobral e um em Barbalha, onde atuam 13 equipes transplantadoras, 11 delas na capital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.