terça-feira, 18 de abril de 2017

Ferreira Aragão lamenta mortes de Victor Hannover e Djalma Oliveira em Sobral, e cobra apuração no caso Djalma

Dep. Ferreira Aragão (PDT)
O deputado Ferreira Aragão (PDT) afirmou, em pronunciamento no tempo de liderança da sessão plenária desta terça-feira (18/04), que o rádio sobralense está de luto em virtude das mortes do músico Vítor Hanover - filho do repórter policial Olivando Alves - e do comentarista esportivo Djalma Oliveira.

De acordo com Ferreira Aragão, o jovem Vítor Hanover, de apenas 18 anos, morreu afogado nas águas do rio Acaraú, no último final de semana. "Nesse momento de pesar, quero levar o meu abraço a Olivando Alves", afirmou.

Já o radialista Djalma Oliveira, que trabalhava na Rádio Educadora de Sobral, estava desaparecido desde a quinta-feira santa. O corpo dele foi encontrado em um matagal. Ferreira Aragão disse que surgiu a versão de que o radialista teria cometido suicídio, mas, devido à larga experiência que tem à frente de programas policiais e como advogado criminalista, não acredita nessa versão. "É no mínimo estranha essa versão, e a polícia não pode parar as investigações. Tem que saber o que aconteceu, para dar satisfação à família", ressaltou.

O parlamentar lembrou que a Perícia Forense do Ceará tem hoje os mais modernos equipamentos do Brasil. Ele adiantou que são equipamentos que não existem nem no Rio de Janeiro, somente em São Paulo. Por essa razão, a perícia tem condições de identificar a causa da morte do radialista, se foi queda de moto, acidente ou até mesmo suicídio. Não é como no passado, quando era necessário levar provas, como sangue, cabelos e outros materiais, para a realização de exames em Campinas (SP). Hoje, os exames podem ser feitos aqui mesmo no Estado, pontuou.

O deputado afirmou que a polícia tem a obrigação de dar uma satisfação à família do radialista Djalma Oliveira e aos ouvintes da rádio Educadora. 

Ferreira Aragão pediu o empenho do Dr. Ricardo Macedo, que está à frente da Pefoce, para que apure e analise as provas, para descobrir o que aconteceu realmente com o radialista Djalma Oliveira. "Que esse caso seja apurado com profundidade, porque nessa história de suicídio, a priori, eu não acredito. Mas vamos esperar o resultado das investigações", afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.