segunda-feira, 12 de junho de 2017

Governo propõe reajuste salarial para os professores do Ceará

O Governo do Estado do Ceará encaminhou, na tarde desta sexta-feira, 09, à Assembleia Legislativa o texto que concede reajuste aos professores do ensino público estadual. Os ganhos chegam a cobrir em 7,64% o valor da inflação acumulada no período.

O aumento diz respeito às gratificações educacionais especializadas e as efetivas regências de classe. Além disso, o o projeto de lei prevê a atualização da Parcela Variável da Redistribuição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (PVR/Fundeb), destinada a professores temporários.

Os benefícios serão direcionados a ativos e inativos com a regência e a gratificação. As gratificações de atividades educacionais especializadas devem ser reajustadas em 8,5% a partir do dia 1º de julho, depois em 12%, em 1º de novembro.

Seguindo as mesmas datas, a gratificação por efetiva regência de classe para o professor de educação básica de nível superior para quem possui licenciatura plena segue em 18,5% e, posteriormente, em 22%. Para os que possuem especialização, os índices são de 23,5% e 27%. Mestres têm reajuste em 28,5% na primeira data e 32% na segunda, enquanto os professores com título de doutor terão aumento em 48,5% e 52%, baseados no plano de cargos e carreiras dos docentes.

Baseado no Plano de Cargos e Carreiras dos professores, os percentuais serão ajustados da seguinte forma:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.