segunda-feira, 6 de agosto de 2018

“Você é o meu candidato a senador da República”, diz Camilo para Eunício

Na convenção que oficializou a candidatura ao Senado de Eunício Oliveira (MDB) na manhã de hoje, o governador do Estado Camilo Santana (PT) afirmou que o emedebista é a sua opção na disputa por uma das duas vagas na Casa disponíveis para o Ceará.

“Você é o meu candidato a senador da República”, disse Camilo para Eunício em meio a gritos e aplausos da militância eunicista, na sede da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), na avenida Barão de Studart, em Fortaleza.

Ao lado do presidente do Congresso no palanque montado no ginásio, o governador admitiu também que havia procurado Eunício, ainda no ano passado, para “pedir ajuda não para mim, mas para o meu Estado, para os cearenses, e encontrei as portas abertas”.

“Todos nós sabemos que disputamos a última eleição”, acrescentou Camilo referindo-se ao pleito de 2014, no qual derrotou o hoje aliado. “Talvez nós estejamos agora dando um exemplo de maturidade para a política cearense.”

Indicado na chapa governista para concorrer a uma das cadeiras de senador, o ex-governador e ex-ministro Cid Gomes (PDT) não compareceu ao evento. Camilo, no entanto, falou que trazia um recado do pedetista, que, segundo ele, não havia podido ir à convenção porque “estava lá tentando resolver a confusão das coligações de deputado federal e estadual”.

“O Cid mandou um recado pra você, Eunício”, anunciou o governador. “Ele disse que está junto com você.”

Cid e Eunício disputam vagas ao Senado em chapas separadas – Cid no bloco formalmente aliado ao Palácio da Abolição e o senador numa composição avulsa, que não está coligada ao PT de Camilo. Sem a aliança oficial, a participação do governador na campanha de Eunício deve se limitar a eventos como o de hoje.

Entre prefeitos de municípios cearenses, deputados estaduais e federais e os recém-chegados à base camilista Domingos Filho (conselheiro em disponibilidade do TCE) e Domingos Neto (deputado federal), o governador voltou a dizer que a proximidade com Eunício, iniciada em torno de projetos para o Ceará, havia evoluído para uma “parceria política”.

Como resposta, o presidente do Senado afirmou que essa “aliança é para eleger o ex-governador Cid Gomes para senador da República e o melhor governador deste Estado até hoje, Camilo Santana. E, se vocês entenderem, pra reeleger o senador Eunício Oliveira”.

Há uma semana, Camilo venceu uma queda de braço dentro do próprio partido ao derrotar a tese da candidatura própria ao Senado, defendida por uma ala petista ligada à deputada federal e ex-prefeita Luizianne Lins. Por maioria dos votos, o diretório estadual da legenda decidiu, durante encontro de tática eleitoral no sábado passado, não lançar candidato ao Senado, rifando o atual senador José Pimentel e liberando o caminho para Eunício Oliveira.

Luizianne ainda recorreu ao diretório nacional do PT, interpondo recurso no qual reiterava a defesa da candidatura própria ao Senado pelo Ceará como uma maneira de fortalecer o palanque do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, oficializado hoje o nome petista na corrida à Presidência da República.

O recurso, porém, foi derrubado pela executiva do partido em reunião ontem à noite que também vetou a candidatura da vereadora Marília Arraes (PT) ao Governo de Pernambuco, um dos itens do pacto feito entre as cúpulas de PT e PSB na última quarta-feira, 1º.

Confira abaixo trecho de discurso de Camilo em que o governador pede voto à reeleição de Eunício:


Confira as fotos AQUI 

Clique Aqui
*O Povo Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.