terça-feira, 18 de setembro de 2018

PIONEIRO, SISTEMA ELETRÔNICO DE VOTAÇÃO FORTALECE TRANSPARÊNCIA DO PROCESSO ELEITORAL

Urna Eletrônica 
Nas Eleições Gerais de 2018, mais de 147,3 milhões de brasileiros utilizarão a urna eletrônica em um processo eleitoral cuja transparência, qualidade e eficiência revelam o compromisso da Justiça Eleitoral com a lisura na escolha dos representantes dos brasileiros.

Essa será a 12ª eleição consecutiva realizada ao longo de 22 anos que utiliza a urna eletrônica: equipamento fundamental para a consolidação da democracia brasileira. Ela foi usada pela primeira vez nas eleições municipais de 1996 – primeiro pleito informatizado que alcançou 32 milhões de brasileiros, equivalentes a 1/3 do eleitorado da época.

O desenvolvimento da urna eletrônica fez do Brasil pioneiro na utilização da tecnologia e na eliminação da interferência humana em todo o processo eleitoral – da captação à totalização dos votos. Trata-se de uma criação genuinamente brasileira, desenvolvida pela Justiça Eleitoral, assim como os programas de processamento de votos.

As cinco últimas eleições presidenciais e seis municipais foram realizadas por meio da urna eletrônica. Muito antes da realização do pleito, o TSE inicia o desenvolvimento do ecossistema da urna, que é o conjunto de soluções de software que permite apoiar e automatizar as atividades e processos envolvendo a urna eletrônica, desde o tratamento das mídias até a apuração do resultado da seção, funcionando como uma unidade que interage em torno da urna eletrônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.