quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

HRN é único hospital do Nordeste selecionado em projeto nacional de telemedicina


O Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, do Governo do Ceará, é o único do Nordeste selecionado para participar do projeto Qualificação da Assistência em Terapia Intensiva Pediátrica por Telemedicina (TELEUTIP). A iniciativa é coordenada pelo Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS), em parceria com o Ministério da Saúde através do Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS).


O projeto visa aproximar, com o uso da telemedicina, o médico intensivista e toda a equipe multidisciplinar do Moinhos de Vento a outras UTIs pediátricas do país. No Brasil, dois hospitais foram escolhidos para integrar o projeto. Além do HRN, o Hospital Geral de Palmas, em Tocantins, também foi selecionado.

“Estamos muito empolgados com a iniciativa. É uma oportunidade única de troca de conhecimentos, de melhoria na qualificação dos profissionais e, principalmente, na melhoria na assistência ao nosso paciente, que é nosso maior objetivo”, diz Manuela de Castro Monte Frota, coordenadora médica da UTI Pediátrica do HRN.

Desde dezembro além dos profissionais do HRN, os pacientes também são acompanhados por especialistas do Hospital Moinhos de Vento. Pedro Henrique, 9, é um deles. Ele mora em São Benedito, município que fica a 90 km de Sobral, e está internado há cerca de 20 dias na UTI Pediátrica do HRN, com um quadro de pneumonia agravada.

Francisco Geovane Gomes de Sousa, pai de Pedro Henrique, aprova a iniciativa do projeto de telemedicina. “Acho ótimo. Quanto mais pesquisas para descobrir as doenças, melhor. É muito bom o atendimento desse hospital”, fala.
TELEUTIP

O projeto pretende qualificar e sistematizar o cuidado ao paciente crítico, por meio de atividades de educação permanente (EAD). Os quadros clínicos dos pacientes são apresentados em “rounds” diários (visitas médicas por meio da telemedicina), de segunda a sexta-feira, com discussão de casos clínicos entre a equipe multidisciplinar do HRN e os profissionais do Hospital Moinhos de Vento. Serão produzidos artigos com evidências científicas atualizadas.

“Tem sido muito proveitoso. Ao longo desses dois meses, temos conseguido perceber uma melhora no tempo de permanência, uma melhora na condução dos casos mais graves em que temos alguma dificuldade ou que precisamos de algum especialista que não temos disponível na cidade. Com isso, temos melhorado nossa assistência”, avalia a médica Manuela de Castro.
A tecnologia utiliza um cart (carrinho de telemedicina) com computador, sistema de áudio e câmera de alta definição para a troca de informações entre os profissionais. O sigilo das informações do paciente é mantido e os pais ou responsáveis pelas crianças assinam termos de autorização das informações.

“O objetivo é trocar conhecimentos sobre o tratamento dos pacientes através do uso da tecnologia de telemedicina”, ressalta Anderson Rosa dos Reis, analista de negócios e infraestrutura de TI do Hospital Moinhos de Vento.

Segundo ele, a tecnologia garante a segurança e o sigilo das informações do paciente. “É tecnologicamente seguro. Temos um sistema de registro do paciente e de videoconferência que promove a comunicação com proteção de segurança, permitindo total segurança do paciente”, afirma.
Referência

A UTI Pediátrica do HRN é referência no atendimento pediátrico para 55 municípios da Região Norte do Estado, com uma população superior a 1,6 milhão de habitantes. O setor atua com ações de segurança do paciente e boas práticas de gestão, buscando sempre os melhores resultados. No acumulado do ano de 2018, foram contabilizadas 254 entradas de pacientes na UTI Pediátrica do HRN que, conta com 10 leitos.
Outras experiências

A telemedicina já é uma experiência vivenciada por outros setores do HRN. O Banco de Leite do HRN também participa do projeto de telemedicina SIG Tel@rBLH – Grupo de Interesse Especial da Rede de Bancos de Leite Humano (rBLH). O objetivo é ampliar o intercâmbio do conhecimento e a transferência de tecnologia no âmbito de atuação da rBLH e de suas respectivas interfaces no campo da Saúde da Mulher e da Criança no Brasil, nas regiões Ibero-américa e África.

A experiência de Sobral foi apresentada na VIII Sessão do SIG Tel@rBLH 2018 que aconteceu no dia 15 de outubro, com o tema “Gerenciamento de Distribuição de Leite Humano”. A videoconferência contou com duas palestrantes: a nutricionista Samara Maria Pereira de Andrade, coordenadora do Banco de Leite Humano, e a biomédica Aline Costa Souza, do controle de qualidade do BLH do HRN, que compartilharam suas experiências na viodeoconferência “Banco de Leite Humano do Hospital Regional Norte, Sobral-Ceará”.


Fonte: Ceara.gov

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.