quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

COMO O ÁLCOOL ALTERA O DNA E FAZ COM QUE SE QUEIRA BEBER AINDA MAIS

O consumo de grandes quantidades de álcool pode causar mudanças no DNA, fazendo com que os indivíduos tenham cada vez mais vontade de beber. A conclusão é de um estudo recente publicado por pesquisadores da Universidade Rutgers, nos Estados Unidos. Uma equipe de investigadores analisou os genes de consumidores moderados de álcool, de consumidores excessivos e dos chamados ‘binge drinkers’ – os que bebem uma grande quantidade de álcool num curto espaço de tempo.
Os cientistas concluíram que os dois últimos grupos – os consumidores excessivos e os ‘binge drinkers’ – apresentavam dois genes modificados sob influência do álcool, por um processo chamado de metilação.
Nesses grupos de pessoas, as mudanças genéticas levam a alterações no relógio biológico do corpo, no sistema de resposta ao estresse e – o que é mais grave – na vulnerabilidade ao próprio álcool: ou seja, as pessoas começam a beber cada vez mais para tentarem acalmar o estresse. Cria-se assim um círculo vicioso: quanto mais se bebe álcool, maior é a necessidade de ingerir a bebida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.