quinta-feira, 25 de abril de 2019

Depois de seis anos, famílias do Minha Casa Minha Vida em Santa Quitéria terão energia em suas casas

Imagine depois de todo um esforço, você realizar o sonho da casa própria. 15 casas erguidas, famílias que buscam apenas um teto para descansar, mas que não contavam com um problema: distantes das luzes da cidade, viviam em trevas, sem rede de energia elétrica. Por seis anos, esse foi o dilema de famílias contempladas com casas populares do "Minha Casa Minha Vida", no bairro Manduca Penteado, em Santa Quitéria.

Em janeiro de 2013, os moradores assinaram contrato entre Município, construtora e banco, para que 15 residências fossem construídas na rua Francisco Paiva Araújo, na região de Areias. Finalizadas, entregues aos seus respectivos donos, no entanto, nenhum projeto de eletrificação foi realizado no local.

Em muitas idas e vindas, as famílias procuraram a Prefeitura Municipal e a ENEL Distribuição Ceará, na época que por sua vez, solicitava documentação e não se mostrava muito empenhada em diminuir o sofrimento destas. O fato levou 11 das 15 famílias à abandonarem os imóveis, por não terem condições de residir em um local de difícil acesso, sem energia e com riscos iminentes de práticas criminosas. Um dos casos é de uma mãe de deficiente física, que necessitava o uso de equipamentos para o tratamento e muito insistiu, mas infelizmente, a criança veio a óbito meses atrás.

Em dezembro de 2018, três ações foram impetradas pelo advogado Ednaldo Ferreira, junto à Comarca de Santa Quitéria e concedidas pelo juiz Sérgio da Nóbrega Farias, autorizando a instalação da energia, sob pena de multa diária de R$ 5 mil, no entanto, seguiram descumpridas ao longo de algumas semanas. A história, finalmente, ganhou uma luz nesta semana, quando a equipe da concessionária procedeu a instalação dos postes e da fiação, e posteriormente, as ligações que deverão ser feitas para cada residência.

AVSQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.