sábado, 25 de maio de 2019

Ceará tem 3º mês seguido com geração de emprego, mas ritmo de crescimento desacelera

O Ceará teve um saldo positivo na geração de empregos em abril, com 2,1 mil novas postos formais de trabalho, segundo o o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados divulgado esta sexta-feira (24) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Mesmo com o número positivo, o número de postos criados em abril deste ano é menor que o registrado no mesmo mês de 2018.

De acordo com o levantamento, em abril de 2018, o estado registrou um saldo de 3.098 vagas de emprego, número que passou para 2.153 em igual mês deste ano, registrando uma queda de 30,5%.

O resultado é originado na diferença de 30.735 admissões no mês passado e de 28.583 desligamentos.
Apesar da redução de um ano para o outro, na passagem de março para abril o saldo apresentou leve crescimento de 0,19%. No acumulado do primeiro quadrimestre, o Ceará perdeu 5.624 vagas.

A construção civil foi o segmento que mais perdeu postos de trabalho formais em abril: 510, resultado da admissão de 3.012 colaboradores e da demissão de outros 3.522.

No sentido contrário, o setor de serviços fechou o mês com saldo positivo que alcançou 1.801, tendo contratado 13.922 e demitido 12.121 trabalhadores.

Entre os municípios com os melhores resultados, Fortaleza ficou com o primeiro lugar, com saldo de 1.207 postos. Em seguida, aparecem Caucaia, Barbalha, Sobral e Eusébio.
Já os que mais perderam vagas foram Viçosa do Ceará, Aracati, São Gonçalo do Amarante, Itapipoca e Horizonte.

G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.