terça-feira, 20 de agosto de 2019

CBF anuncia que telespectador poderá assistir mesma imagem do juiz no VAR

Leonardo Gaciba, chefe da arbitragem da CBF, falar sobre o VAR - Bruno Braz / UOL
A CBF anunciou como grande novidade, em evento hoje (19) sobre o desempenho do VAR até aqui no Campeonato Brasileiro, a possibilidade do telespectador assistir a mesma imagem do árbitro no momento da revisão de um lance. Isto acontecerá a partir da 20ª rodada, quando se inicia o returno.

"O público terá total ciência do motivo pelo qual o árbitro está tomando tal decisão. O público estará vendo o que ele está enxergando no seu monitor", declarou Leonardo Gaciba, que é presidente da Comissão de Arbitragem e apresentou a palestra.

Ainda segundo o Gaciba, já há conversas com os clubes para que se possa mostrar as imagens da revisão nos telões dos estádios.

851 checagens e revisões

Imagem: Bruno Braz / UOL

Tendo como fonte o Centro de Pesquisa e Análise de Desempenho da CBF, Gaciba informou que das 139 partidas realizadas até aqui no Campeonato Brasileiro - a rodada do último fim de semana não foi considerada - foram feitas 851 checagens e revisões. Destas, 764 foram checagens e 87, revisões (mais de 50% foram em situações de penalidade). Dentre as revisões, 69 tiveram as decisões mudadas.

Tempo de bola rolando diminuiu

Imagem: Bruno Braz / UOL

Outro gráfico importante apresentado foi em relação ao tempo de bola rolando.

A partir de 2015, as temporadas tiveram um quadro de evolução. Porém, em 2019, com o advento do VAR, esse tempo diminuiu em relação ao ano passado.

CBF crava queda de erros capitais

Outro ponto importante na palestra foram os números apresentados em relação aos erros capitais nas partidas. Levando em consideração as 14 primeiras rodadas, a CBF garante que diminuiu em quase 90% o quesito: de 88, em 2018 (seis erros por rodada) para 10, em 2019 (menos de um erro por rodada).


Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários desse Site são de Total Responsabilidade do Visitante !
Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria, caso contrario será excluído.